jump to navigation

Segundo Reinado setembro 16, 2008

Posted by portaldoestudante in História.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
trackback

  Com o fim do Período Regencial, o partido liberal brasileiro entra no poder na figura de D. Pedro II, através do golpe da maioridade. De uma forma geral, os interesses dos liberais e conservadores foram atendidos, gerando um período de estabilidade política e fortalecimento da estrutura oligárquica, garantindo a manutenção do Parlamentarismo brasileiro. O Parlamento, instituído na Inglaterra, tinha como função viabilizar ou não as propostas do rei. Porém, no Brasil, o monarca governava sem tanta influência do parlamento, caracterizando o chamado “Parlamentarismo às avessas”.

  Ao decorrer do Segundo Reinado os Tratados de comércio do Brasil com a Inglaterra foram extintos e a tarifa Alves Branco foi criada. Essa, por sua vez, foi uma medida alfandegária adotada que garantia ao governo brasileiro uma grande renda, além de tornar os produtos estrangeiros importados (principalmente ingleses) mais caros. O Brasil viu-se obrigado a produzir. Ao mesmo tempo acontecia na Europa a Revolução industrial, possibilitando o surgimento de novas potências mundiais, ameaçando a hegemonia inglesa. Associando o surto industrial brasileiro com a grande exportação de café, a revolução industrial e o tráfico negreiro, que dificultava a concorrência do açúcar inglês com o brasileiro, uma vez que nós usavamos mão-de-obra escrava, enquanto a Inglaterra já adotava a mão-de-obra assalariada (aumento do custo da produção); tem-se a grande tensão vivida, no período, entre Brasil e Inglaterra. Para agravar o quadro, um navio ingês naufragou na costa brasileira, gerando conflito entre o embaixador inglês e D.Pedro II. O rei da Bélgica foi acionado para resolver o impasse. Deu parecer favorável ao Brasil. O embaixador não pediu desculpas e continuou exigindo o pagamento do prejuízo. Como resultado, D.Pedro rompeu relações com a Inglaterra. Essa foi a Questão Christie. Finalmente o Brasil alcançara certa independência econômica. Mas não por muito tempo, pois voltaríamos a pedir empréstimos aos ingleses. Como resposta ao rompimento, a Inglaterra instituiu a Bill Aberdeen, uma lei que proibia o tráfico negreiro, mediante intervenção da marinha inglesa.

  O Brasil passou a voltar suas atenções para o rio do Prata, na divisa entre Uruguai e Argentina. O rio era de grande importância para o escoamento da produção paraguaia e dá acesso ao Mato Grosso. O Brasil visava tomar o controle do comércio da região.

No Uruguai existiam dois partidos políticos: O Blanco e o Colorado. O 1° era composto pelos grandes proprietários, enquanto o 2° era formado por pequenos comerciantes e tinha o apoio brasileiro. Nas eleições, o partido Blanco saiu vitorioso, tornando a região ameaçadora para o Brasil. D.Pedro II enviou tropas ao local e tomou o poder em Montevidéu e Buenos Aires. Paraguai, aliado comercial do Uruguai, rompeu relações com o Brasil.

  Paraguai vivenciava um período de grande crescimento sócio-econômico através de Solano López, que começou a adotar uma política militar-expansionista, preocupando os seus vizinhos. O mercado interno havia iniciado a construção de um parque industrial considerável, diminuindo o mercado consumidor inglês na região. Solano López invadiu Argentina e parte do Brasil, iniciando a Guerra do Paraguai. Juntaram-se Brasil, Argentina e Uruguai, formando a Tríplice Aliança. A guerra foi financiada pela Inglaterra. No final, Paraguai encontrava-se arrasado, com grande parte da população morta. Sobraram, em sua maioria, mulheres, idosos e inválidos. As conseqências desse conflito se refletem até hoje no Paraguai (grande tráfico de drogas e inundação de produtos importados). A única nação beneficiada foi a Inglaterra, na medida em que cedia empréstimos. O Brasil se endividou fortemente, porém, houve um ponto positivo nessa guerra: a criação de um exército nacional, pois até então havia somente a Guarda Nacional, criada no Primeiro Reinado.

  Submetido a grandes pressões externas, D.Pedro II foi obrigado a extinguir o tráfico de escravos com a criação de Lei Eusébio de Queirós. Vale ressaltar que a escravidão continuava, podendo ocorrer o tráfico interregional (entre as regiões brasileiros). Isso acabou gerando conflito entre os grandes proprietários e D. Pedro II. Foi o início do desgaste que levaria a proclamação da república.

  O Brasil se apoiava em três bases: o exército, a Igreja, e os grandes proprietários.  O desgaste político nessas três áreas levaram a renúncia do trono por D.Pedro II.

  No âmbito militar estava a grande oportunidade dos cidadãos de baixa renda se ascenderem socialmente. O exército se baseava na “meritoracia”, onde o oficial subia de cargo a partir de suas próprias conquistas. Porém, o pouco interesse do governo e os escassos investimentos acabaram dificultando esse sistema de promoção, gerando desgaste entre os militares e D. Pedro II. 

  O Brasil adotava o sistema de Padroado, onde a Igreja se submetia ao estado em troca da sua manutenção. Os componentes do clero eram, então, funcionários públicos. O papa proibiu a presença de maçons na Igreja. D.Pedro II era uma maçon e o clero brasileiro era cheio de membros da maçonaria. Todos os padres rejeitaram a bula do papa, exceto dois deles que expulsaram de suas dioceses os maçons. Ambos foram punidos pelo Estado, gerando revolta e desgaste por parte dos religiosos e D.Pedro.

  A partir desse quadro de descontentamento com o governo de D.Pedro II, surgiu o Partido Político Republicano, formado por oficiais e dissidentes do partido liberal (que estava no poder). O Partido Republicano ganhou o apoio dos cafeicultores: a república daria mais autonomia às províncias, possibilitando a esses cafeicultores a tomada do poder em sua região. Um pouco mais tarde, com Deodoro da Fonseca à frente, proclamaram a república.

 

Esse post te ajudou? Então ajude o Portal do Estudante no TOP30. Clique aqui para votar! (Basta esperar a página se abrir e confirmar o voto).

Anúncios

Comentários»

1. Enemy... - setembro 27, 2008

muito bom!!!!!!!!

2. elandia - setembro 30, 2008

eu posso fazer isso sobre segundo reinado pra prova

3. Marcos Costa - outubro 20, 2008

QqQQqUuuUuEeEeE BOOOoOooOOosSsTttaAaAA!!!!!!!!!!!!!!!!!

4. Fanny - outubro 25, 2008

Muiiito ruuim !

Peeesiimo u.u

5. brenda - outubro 25, 2008

o meu assunto e esse da prova estudar muito…

6. karen - novembro 10, 2008

muito ruiiiim
peeesiiimo

7. HELLOY - dezembro 11, 2008

ISSO AI E UMA MERDA…

8. HELLBOY - dezembro 11, 2008

VAI TODO MUNDO RODAR KAMBADA DE DERROTADOS

VAMOS JOGAR CS Q E MELHOR DO Q ESTUDAR…

9. Ronaldo - dezembro 17, 2008

aaaaa vai jogar CS

10. Biih - março 13, 2009

Li , Li èh não entendii ndas .
Horriveel , coitado dos estudandes .

11. Jéssica - junho 30, 2009

Está de parabéns!
Gostei demais de tudo o que li.

=*

12. Elvis Jr. Gravações - julho 7, 2009

Muito Bom.

13. mama cosma - setembro 3, 2009

uma grande bosta!! naum serve nem como resumo! UMA DROGA!!!!!!!!!!!!!!!!!!

14. mama cosma - setembro 3, 2009

vai roda todomundo ai !!
ronaldo!

15. jessica - setembro 18, 2009

nosssa orrivel esse site num teim nada interessante!

16. Natalia - novembro 9, 2009

Bosta e horríveis são vcs Porque não sabem interpretar ….
Bando de lerdo queim não gostou
TA ÓTIMO ME AJUDOU BASTANTE GOSTEI MUITO =*

17. Gabee - novembro 24, 2009

Pessimo!!

18. baby - novembro 25, 2009

uma porkaria esse sait num ajudou em nd ;p

19. gabi - junho 1, 2010

eu gostei,é muito bom para nós estudantes.
e para quem não tem pregisa de ler é melhor ainda.
agora eu poso tirar notas boas em trabalhos e provas

20. Maisa Vidal - julho 1, 2010

Um resumo do segundo reinado muito bom..Obrigada!

21. Nathalia - setembro 23, 2010

Adorei , vou tirar 10 na prova!!!

22. barbara (baby) - fevereiro 24, 2012

nei sei o q ta escrito so olhei e imprimi afhh

23. julia - junho 20, 2013

adorei isso ja me ajuda muito


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: