jump to navigation

A organização do Brasil independente agosto 10, 2008

Posted by portaldoestudante in História.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
trackback
Proclamação da Independência

Proclamação da Independência

O Brasil, assim como os demais países latino-americanos, tiveram sua pós-independência marcada por uma certa dependência econômica em relação às potências da época. No caso do Brasil, a ajuda da Inglaterra durante o processo de emancipação, facilitando empréstimos e protegendo a família real durante a sua vinda à ex-colônia (o que facilitou notavelmente o fim do pacto colonial) nos tornou grandes dependentes britânicos. Além de obrigar a reafirmação dos Tratados de 1810, onde a Inglaterra tinha privilégios fiscais na exportação de manufaturados para o Brasil, aumentando nossa dívida externa.

Diferentemente da atual potência mundial (EUA), com sua independência tanto política quanto econômica, os países latino-americanos viam-se afundados em crise financeira, necessitando de mudanças radicais.

Primeiro Reinado

D. Pedro I

D. Pedro I

No Brasil, tentou-se amenizar a situação com a instituição do Primeiro Reinado, com D. Pedro I no poder. Na política surgia o liberalismo moderado, defendendo a criação de uma monarquia constitucional, com o poder executivo submetido ao legislativo (composto pela aristocracia), ou seja, o principal interesse era manter os privilégios aristocráticos. O voto era censitário (o eleitor era escolhido mediante produção de alqueires de mandioca – nomeando o período como Constituição da Mandioca). Obviamente D. Pedro I não aceitou sua submissão ao legislativo e a constituição não foi outorgada. Mais tarde, o imperador instituiu a Constituição de 1824, baseada na divisão dos poderes em executivo, legislativo, judiciário e moderador. Esse último era atribuído ao imperador, com a função de controlar os demais poderes. Nessa época o Brasil se afundava em crise econômica, sobretudo devido à diminuição das exportações de produtos primários ocasionado pelas guerras napoleônicas na Europa. Diante da insatisfação popular, D. Pedro I afastou-se do poder. Tendo como próximo Imperador o futuro D.Pedro II, que na época tinha apenas cinco anos de idade, o Brasil passou a ser governado por uma Regência.

O Período Regencial

D. Pedro II

D. Pedro II

Período em que foi criado a Guarda Nacional, com o intuito de controlar os levantes que estavam prestes a eclodir. A população, principalmente a elite, possou a ser mais ativa politicamente, resultando na criação de três “partidos”: Os restauradores, composto por portugueses que queriam a volta de D. Pedro I; os liberais exaltados, defendiam uma maior autonomia das províncias (estados) e os liberais moderados, a favor da ordem vigente. As três tendências partidárias tinham pontos em comum. Dentre eles a origem (elite) e o objetivo (manter privilégios aristocráticos). Buscando conciliar as divergências entre os grupos políticos, criou-se o Ato Adicional, que reunia os interesses dos “partidos”. Nesse Ato surgia as Assembléias Legislativas Provinciais, com elevado poder, dando certa autonomia às províncias e o Município Neutro do Rio de Janeiro, a sede administrativa do país

Buscando maior poder, os liberais fundaram o Clube da Maioridade, que resultou no golpe da maioridade, ou seja, houve a antecipação da maioridade de D. Pedro II (tinha apenas 15 anos) que passou a ser o Imperador do Brasil.

Em meio à crises financeiras, revoltas e críticas, o Período Regencial termina, dando início ao Segundo Reinado

Revoltas ao longo do Primeiro Reinado e do Período Regencial

Revoltas marcaram a pós-independência

Revoltas marcaram a pós-independência

Cabanagem – No Pará, a disputa pela nomeação do presidente da província gerou divergências, que resultou na revolta e consequente tomada do poder pelos revoltados. Tropas militares foram enviadas ao local e a cabanagem entrou em declíneo.

Sabinada – Na Bahia, surgiu a Sabinada, protestando a crise econômica e tomando o poder. A Republica Bahiense foi violentamente oprimida pelas tropas da Regência.

Balaiada – Surgida no Maranhão, contestava os privilégios e os latifundiários. Composto pelo povo e pela elite, o movimento foi traído e facilmente derrotado pelas tropas.

Farroupilha – Rio Grande do Sul. Reclamavam maior autonomia das províncias. Chegaram a proclamar a independência, mas foram contidos pelas tropas militares.

A construção da ordem política brasileira teve por eixo a exclusão popular, garantia da estrutura escravista e etilista.

 

Participe do Dê a sua opinião! do Portal do Estudante. Clique aqui para saber mais

                        

Comentários»

1. Cledinei - agosto 12, 2008

muito legal seu post deixo aqui um sugestão de post sobre Revolução Farroupilha :D abraço

2. Fernando Paulo - outubro 20, 2008

Otimo o site

3. Mirela - maio 26, 2009

muito bom o site, pena que não o encontrei antes da prova!

4. carla - junho 3, 2009

o sate è muito chato seus burro

5. carla - junho 3, 2009

e ai o que vcs acharam
mande uma mensagem

6. danubia - setembro 2, 2009

encontrei aki oq eu nau teinha encontrado nos outros site… legal te esse tipo de informação aki.

7. Malu - setembro 14, 2009

Muito bom! Me ajudou muito nos estudos parabéns!pessoas inteligentes gostam de coisas inteligentes…aqueles que não tem essa capacidade simplesmente ignoram o saber,na verdade nem devem saber o que é ignorar,emfim.Ótimo o site!=D

8. Kate - setembro 17, 2009

encontrei aki oq eu nau teinha encontrado nos outros site… legal te esse tipo de informação aki.

9. Feer - setembro 22, 2009

Achei muito bom o site, e estou conseguindo fazer meu trabalho de história com sucesso, espero que continuem sendo um site muito bom !

10. pris - julho 19, 2010

é bom ficar aatualizada com a nossa história

11. karen - outubro 4, 2012

muito legal achei oque eu precisava

12. Bruna@ - julho 19, 2013

para mim esse site naum eh bom mas pode ser útil ais demais

13. sandra - agosto 6, 2015

legal gostei de mais me ajodou bastante


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 189 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: