jump to navigation

Polvos: um dos animais mais inteligentes conhecidos maio 25, 2008

Posted by portaldoestudante in Notícias.
Tags: , , , , , , ,
trackback

Um dia, durante a observação de polvos, dois pesquisadores tiveram a sensação de estar diante de animais com uma inteligência impressionante. Observando um Octopus vulgaris nas Bermudas, um dos pesquisadores viu o polvo na sua caverna, que depois saiu para pegar caranguejos, levou-os para a caverna e os comeu. Em seguida, foi até uma pequena pedra , pegou-a com seus tentáculos e vltou para a caverna Saiu mais três vezes em  diferentes direções, pegou mais três pedras, construiu uma barreira na frente de sua caverna e foi dormir. As ações não pareciam feitas ao acaso, mas planejadas. O outro pesquisador foi ao aquário verificar um dos polvos gigantes do Pacífico, que tinha ficado muito agitado durante a niote. O cascalho no fundo do tanque tinha sido cavado, o fio de náilon que ligava o filtro estava solto e partido em pedaços, flutuando no tanque. Mais uma vez, estas pareciam ações sequenciais e planejadas que colocadas em prática, não se sabe por que razão aconteceu. Fatos como estes sugerem que os polvos podem ser mais inteligentes do que se pensava.

  Um polvo é bem diferente de um mamífero. Ele só vive dois anos e tem menos oportunidade de adquirir e usar inteligência do que um elefante, por exemplo, que vive 50 anos e convive com três gerações da sua família para aprender com eles. Um polvo aprende sozinho e com mínimo contato com outros de sua espécie. sem influência dos pais e do resto da prole. O cérebro do polvo é grande, possui lobos verticais e subfrontais usados somente para armazenar informações.

  Pesquisas posteriores mostraram que os polvos podem aprender uma grande variedade de padrões visuais, codificando a informação por meio de comparação de formas, orientações e bordas. Eles também aprendem pelo toque, e essas informações tácteis parecem ser armazenadas em uma área diferente da que guarda as informações visuais.

  Apesar dos esforços para demonstrar o aprendizado dos polvos, a ética fez com que as experiências seguissem em ambiente natural.

Baseado em: http://is.dal.car/~ceph/tcp/smarts.html

 Vote no Portal do Estudante no TOP30. Clique aqui para votar!

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: